textil  - Sazonalidade: criatividade nas confecções

A sazonalidade, fenômeno de mudança de hábitos das pessoas conforme períodos do ano, é um problema antigo dos empresários. Pensou em vender ovos de chocolate: Páscoa. Se o produto é árvore de Natal: nada como o bom Noel de garotopropaganda. Mas, e para manter o negócio saudável durante o ano todo? Aqueles que lidam com empresas de micro e pequeno porte como confecções têm um desafio ainda maior. Por isso, compartilho exemplos de empreendedores da capital paulistana, atendidos pelo Sebrae, que ousaram na criatividade para driblar esse problema e têm obtido sucesso.

Para começar o ano com o pé direito, planejar-se é fundamental, registrar seus pensamentos em um formato amigável e com informações completas, como datas, custos, além da busca por alternativas para manter o faturamento nos períodos em que a demanda por seus produtos é menor ou inexistente. Para isso, é necessário ficar de olho em novos clientes e mercados, lembrando que, na área de confecção, por exemplo, não se pode descuidar do estilo e design, fazendo disso a marca de seu trabalho.

A proprietária de um ateliê de costura da Capital, Dorotéia Fogaça, comanda a empresa Arte & Detalhes há 15 anos, período em que se especializou em uniformes escolares. Foi a partir de sua rede de relacionamentos que visualizou uma oportunidade de manter as vendas em períodos após início das aulas. Dorotéia ficou ligada no calendário festivo das escolas clientes e ofereceu a produção de fantasias para os alunos, o que só no fim de ano lhe rende mais de 800 peças. Agora, além de ampliar o portfólio e fornecer produtos para outros tipos de clientes, fidelizou sua rede de contatos, que está confiante e em sintonia com a costureira. Viu como não precisa ir muito longe para crescer e manter o ritmo dos negócios?

Outro exemplo de sucesso nesse ramo é o da microempresa My Lady e Beatriz, que focou sua produção em uniformes profissionais, como os trajes de médicos e enfermeiras, com o diferencial de peças com um toque de personalidade, além disso, a empresária criou roupas para professoras, cabeleireiros e mecânicos. Para o sucesso desse negócio, o empresário precisa estar antenado com o universo desses profissionais e apresentar seus produtos, preços para que eles tenham interesse em aderir ao uso dessas roupas no dia a dia.

Aqueles que trabalham em um segmento menos específico, como Sandra Roque, proprietária de uma confecção de moda feminina em geral, também podem usar a criatividade, como fez a empresária. Sandra apostou nas peças moda praia e festa no fim de ano e começará 2011 oferecendo “um novo guarda-roupa corporativo” para suas clientes, que são avisadas por e-mail sobre as novidades, todas com a temática “volta ao trabalho”, com estilo e atendendo aos padrões empresariais.

A melhor forma de lidar com a sazonalidade é ter uma mente aberta e ser ousado. Isso, geralmente, requer uma grande quantidade de energia. É como diz o pensamento, do qual não me recordo a autoria, mas, vem ao encontro do nosso tema: 1% inspiração e 99% transpiração”. Sucesso e ótimos negócios este ano (todo ele!).

* José Carmo de Oliveira é consultor do Sebrae-SP

Fonte: Revista Gestão e Negócio

impressão e tintas UV

A impressão com tintas UV e suas vantagens

No post de hoje vamos falar um pouco mais sobre a impressão com tintas UV e te preparar para o próximo lançamento Fremplast: INK JET UV FLEXÍVEL. Mas, afinal,...

Leia Mais
page 01 8 - Dicas para escolher o moletom certo para sua marca

Dicas para escolher o moletom certo para ...

Como escolher o moletom certo para a sua coleção de inverno? Você deseja criar um produto de qualidade que irá ajudar a construir sua marca ou apenas produzir uma...

Leia Mais
prensa térmica

4 dicas na hora de trabalhar com uma pren...

No post de hoje vamos focar em dicas na hora de usar a sua prensa térmica para estampar que vão lhe ajudar a poupar dinheiro. As prensas térmicas são...

Leia Mais