É denominado beneficiamento têxtil os processos executados nos tecidos pós tecelagem. Mediante tratamentos químicos ou mecânicos melhoram as caraterísticas físico-químicas do material têxtil.

Classifica-se em três tipos: beneficiamento primário, beneficiamento secundário e beneficiamento terciário, ou acabamento final.

Os beneficiamentos primários servem para preparar o material para os beneficiamentos seguintes. São operações de lavagem e fervura a fim de limpar e desengomar o material, e assim eliminando óleos e aditivos que foram utilizados no processo de tecelagem ou malharia. Entre seus processos estão: escovagem, tesouragem, chamuscagem, desengomagem, mercerização, cozinhamento e branqueamento.

Entende-se por beneficiamentos secundários aqueles que se destinam ao tingimento, ou seja, dar cor ao tecido de forma uniforme, e também à estamparia, que consiste na aplicação de desenhos, coloridos ou não.

E, por fim, os beneficiamentos terciários ou acabamento final. Os quais se referem aos processos posteriores e visam conferir características finais mais nobres e funcionais. Esse enobrecimento é obtido através de meios físicos e/ou químicos e podem ser permanentes ou temporários.

Dentre os tipos de beneficiamentos, os mais visualizados no produto final são os secundários e terciários. No entanto, todos eles contém produtos químicos que são nocivos ao meio ambiente. Pensando neste aspecto, muitas discussões tem surgido, e alguns materiais publicados ajudam a melhorar, de forma quase artesanal, a poluição que os resíduos devolvidos causam à natureza .

Um material que chama sempre a atenção é o livro “Corantes Naturais da Flora Brasileira” e tem sua aplicação, muito bem explícita, na fiação e tecelagem artesanal “O Casulo Feliz”, de Maringá (PR). O material mostra, dentro da nossa vasta flora, quais plantas têm a capacidade de tingir materiais têxteis, além de mostrar como extrair o corante e como aplicar ao seu material.

livro cor nfremplast - Beneficiamento Têxtil – Tingimento Natural

Referência:
FERREIRA, Eber. Corantes Naturais da Flora Brasileira – Guia Prático de Tingimento com Plantas, 1997. Disponível em: </http://www.etno-botanica.com/2010/05/blog-post.html>.

Aproveite e confira também: Linha ECO-TEX – Tinta ecológica para serigrafia

Se gostou, não deixe de acompanhar o nosso Blog e seguir a Fremplast nas redes sociais: FacebookInstagramYoutube e Twitter.

influência das cores

Fatos e Estatísticas sobre a influência d...

Veja como as cores podem ajudar ou prejudicar os seus negócios na hora de criar e vender produtos: A cor pode ser responsável por 60% da aceitação ou rejeição...

Leia Mais
serigrafia paixão

Serigrafia – Paixão que vem de long...

Serigrafia é uma paixão que dividimos com vocês! Por isso, gostaríamos de compartilhar um pouco de quem respondeu nossa pergunta e nos contou como foi o seu início com...

Leia Mais
áreas da serigrafia

Espaços da Serigrafia

Hoje vamos falar sobre 4 espaços necessários na hora de montar sua serigrafia. Área de impressão A área de impressão é a parte principal do estúdio. Sendo assim. este...

Leia Mais